RCB/TuneIn
Terça, 25 Set 2018
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
Relatório da Direção do Exercício de 2017

RCB - RÁDIO COVA DA BEIRA, CRL

 

Relatório da Direção do exercício de 2017

 

Direção da RCB - Rádio Cova da Beira, CRL, vem submeter à apreciação e aprovação dos cooperantes, o Relatório, Balanço e Contas referentes ao Exercício findo em 31.12.2017.

 

ACTIVIDADES

 

O ano de 2017 ficou marcado pelo extraordinário trabalho, que a RCB levou a efeito no âmbito das eleições autárquicas. Os profissionais da nossa rádio realizaram 56 debates e ou entrevistas com cerca de duas centenas de candidatos de todas as freguesias dos concelhos de Fundão e Covilhã e ainda as mais importantes dos concelhos de Belmonte, Penamacor e Castelo Branco, bem como, com os candidatos às câmaras municipais dos concelhos de Fundão, Covilhã, Belmonte, Penamacor e Idanha-a-Nova. Foi um trabalho que se completou com reportagens, durante todo o dia das eleições nos diferentes municípios da nossa área de influência, finalizando com uma noite eleitoral, com a divulgação dos resultados e análise dos mesmos por comentadores de diferentes quadrantes políticos.  

 

Neste ano de 2017 a Rádio Cova da Beira associou ao seu 31º aniversário, comemorado no dia 18 de Junho, uma singela homenagem ao seu Presidente da Assembleia Geral, Luís da Silva Carvalho, que nos deixou em Outubro de 2016. A homenagem consistiu na realização de um colóquio onde marcaram presença várias personalidades, amigos e familiares que ao longo da vida tiveram vivências com o Senhor Luís de Carvalho, nas inúmeras tarefas que ele quis abraçar, como empresário, como comandante dos Bombeiros Voluntários do Fundão e como dirigente em muitas e diversificadas associações e cooperativas, do concelho do Fundão. A RCB descerrou uma placa alusiva à atribuição do seu nome ao Auditório da RCB, que passou a chamar-se: Auditório Luís da Silva Carvalho.

 

A RCB assinalou o Dia Mundial da Rádio, no dia 13 de Fevereiro, com a participação dos ouvintes, que em direto puderam testemunhar a importância que a RCB tem para as suas vidas.

 

A RCB voltou a colaborar com o Banco Alimentar da Cova da Beira, na recolha de alimentos e com a Loja Social do Fundão e realizou campanhas de solidariedade de apoio direto a famílias ou pessoas carenciadas.

 

A sede da RCB passou a ser um local privilegiado para visitas de estudo de escolas, jardins-de-infância, ATL’s e utentes de centros de dia e lares. A todos a RCB recebeu com profissionalismo e muito carinho.

 

O nosso auditório voltou a ter uma taxa de utilização muito grande ao longo do ano, com a realização de cursos de formação promovidos pelo IEFP.

 

Em Janeiro realizou-se a primeira edição da Gala RED LINE, organizada pelos apresentadores do Programa de Desportos Motorizados da RCB. O Auditório da Moagem, Cidade do Engenho e das Artes encheu por completo, com personalidades ligadas a um desporto que arrasta multidões. Foram galardoados todos os pilotos que mais se evidenciaram no ano de 2016 nas diferentes variáveis do Desporto motorizado e ainda algumas personalidades que já tiveram ligações a este desporto.

 

A RCB acompanhou os principais certames da região, com transmissão em direto de alguns deles: Festa da Cereja, em Alcongosta, "Serões N´Aldeia- em Souto da Casa), Míscaros, em Alcaide, Chocalhos em Alpedrinha e Mystéria, em Vila do Carvalho, e fizemos a transmissão em direto das marchas populares da cidade da Covilhã.

 

Não podemos deixar de salientar a importância que está a ter, junto do público, o site da RCB e as páginas da rádio nas redes sociais, facebook e Twitter, para onde são replicadas todas as notícias publicadas no site ou difundidas na rádio. Os números de visitas e páginas consultadas são realmente muito significativos, cerca de cinco mil diárias.

 

PROGRAMAÇÃO

 

O entretenimento, os passatempos, os programas de autor, a informação diária, a grande informação, com debates e entrevistas, a informação sobre desportos motorizados, a informação desportiva em geral, fazem parte da nossa grelha de programas que muito nos honram. Não podemos deixar de reafirmar que a informação na RCB continua a ser uma bandeira que a todos deve orgulhar. A estratégia de estarmos próximo de tudo o que acontece à nossa volta, o rigor e isenção que aplicamos na elaboração das notícias faz-nos crer que satisfaz e preenche as necessidades dos nossos ouvintes e leitores.

 

A RCB conservou na sua grelha de programas um espaço preenchido, inicialmente, por quatro estabelecimentos de ensino da região: Escola Secundária do Fundão, Escola Quinta das Palmeiras da Covilhã, Escola Profissional do Fundão e Universidade da Beira Interior, aos quais se veio juntar, no início do novo ano letivo, o Conservatório de Musica da Covilhã.

 

A RCB prosseguiu o seu trabalho de acompanhamento das equipas da nossa região nos diferentes campeonatos e modalidades desportivas, com especial referência para os relatos dos jogos de futebol e futsal do Sporting da Covilhã na segunda liga e Associação Desportiva do Fundão, no campeonato nacional da 1ª divisão de futsal e do Benfica e Castelo Branco no campeonato de Portugal.

 

 

PATRIMÓNIO

 

O ano de 2017 tinha tudo para se distinguir, positivamente, tendo como comparação os últimos cinco anos. Mas quando tudo parecia caminhar bem logo aconteceu o imprevisível. Desta feita a RCB foi visitada pelos amigos do alheio. No dia 4 de Novembro o Centro Emissor da Gardunha, no sítio do Cavalinho, foi assaltado tendo sido furtados do local o retransmissor e o emissor de feixe, os dois equipamentos que permitem a difusão da nossa emissão. Esta ocorrência originou termos estado alguns dias sem emissão e causou um prejuízo que ronda os doze mil euros: 9.197,00 € do retransmissor e 2.840,00 € do emissor de feixe. Os assaltantes arrobaram a porta e levaram só os equipamentos que apenas servem para difundir a emissão. Dentro das instalações havia outros equipamentos mas os assaltantes levaram apenas os que estavam a emitir, o que pressupõe que terá sido um roubo por encomenda.

 

A RCB fez de imediato a participação do roubo à GNR que logo acionou os serviços da Policia Judiciária que fez no local as normais perícias para detetar vestígios, mas as mesmas mostraram-se infrutíferas. Mais tarde o Ministério Publico arquivou o processo por não ter meios de prova para continuar a investigação.

 

Como a RCB não tinha dinheiro para poder comprar os equipamentos que substituísse os roubados, recorremos aos bons préstimos de alguns empresários e amigos da RCB, que logo se prontificaram a ajudar. A direção da RCB não pode deixar de vincular neste relatório, para que fique registado, o nosso mais profundo agradecimento, pela ajuda que nos prestaram ao Senhor Eng. José Luís Adrião e Esposa, proprietários da Motorbeira – Centro de Inspeção Técnica de Veículos, o Senhor Paulo Nobre, Administrador da J3LP e Senhor Carlos Morgadinho, Administrador da CIMD. Para eles o obrigado da RCB.

 

Como previsto, conseguimos colocar o guarda-vento à entrada das nossas instalações, uma estrutura que ajuda a reduzir os custos energéticos, sem custos para a RCB e substituir os cabos que tinham sido vandalizados na torre do centro emissor da Gardunha, igualmente, sem custos para a rádio.

 

SITUAÇÃO FINANCEIRA

 

Este ano de 2017, que teve um acréscimo de despesas em resultado do aumento do SMN, teve também, por influência da realização da eleições autárquicas, um acréscimo de receitas, que permitiu equilibrar as contas de gerência e fechar o ano com um saldo positivo de 431,81 €.

 

Tendo em conta que no próximo ano vai haver novo aumento do SMN e como não será possível reduzir nas outras despesas de funcionamento, existe alguma preocupação na gestão do próximo exercício, visto que não se perspetivam receitas extraordinárias que ajudem a equilibrar as receitas com as despesas.

 

Em termos patrimoniais a Cooperativa aumentou o capital Social para o valor de 168.455,00 €, representado por 33.691 títulos de 5,00 cada, sendo 25.024 títulos referentes a capital próprio da RCB, no valor de 125.120,00 € e 8.667 títulos, no valor de 43.335,00€, pertencentes a 672 Cooperantes.

 

O Imobilizado Corpóreo apresenta em balanço, a 31 de dezembro, o montante de 594.535,22 € dos quais 396.472,02 € já se encontram amortizados, registando-se um ativo líquido de 198.063,20 €.

 

No final deste ano de 2017 a RCB era credora dos seus clientes de um montante muito elevado: 62.328,74 € dos quais 35.044.96 € em conta corrente e o restante (27.283,78 €) contabilizado na conta de clientes de cobrança duvidosa.

 

Apesar de todas as dificuldades apontadas, a RCB conseguiu encerrar o exercício sem passivo elegível. As dívidas a terceiros, referem-se aos encargos que se vencem no ano de 2018, nomeadamente o IVA do último trimestre, as contribuições para a Segurança Social, o IRS do último mês do ano e o subsídio de férias do pessoal, referente a 2017 e a liquidar em 2018.

 

A Direção agradece aos profissionais a forma competente como se dedicam à rádio e aos colaboradores gostaríamos de deixar uma palavra de agradecimento pela forma devotada e comprometida como continuam a servir a nossa RCB.

 

A Direção

 

Presidente: José Joaquim Santos Ribeiro

 

 

Vice-Presidente: Augusto Leal Martins

 

 

Secretário: José Maria de Brito Fortunato

 

 

Tesoureiro: Joaquim António Lourenço Monteiro

 

 

Vogal: Adelino José Batista Pereira                  

 

  

 

  Mapa Resumo de Balanço e Demonstração de Resultados - 2017
 

Empresa:  RCB - Rádio Cova da Beira, Cooperativa de Responsabilidade Limitada

 

Balanço

Montante

 

Descrição

Parcial

Total

 

ACTIVO

 

 

 

 

Activo Corrente

 

 

 

111

 - Caixa

41,19 €

 

 

12

 - Depósitos à Ordem

1 684,26 €

1 725,45 €

 

2111

 - Clientes C/C

35 044,96 €

 

 

217

 - Clientes de Cobrança Duvidosa

54 173,12 €

89 218,08 €

 

24

 - Estados e Outros Entes Públicos

13 410,98 €

13 410,98 €

 

 

 

 

104 354,51 €

 

Activo Não Corrente

 

 

 

43

 - Activos Fixos Tangíveis

197 065,60 €

 

 

44

 - Activos Intangíveis

997,60 €

198 063,20 €

 

 

 

 

198 063,20 €

 

TOTAL DO ACTIVO

 

302 417,71 €

         
 

CAPITAL PRÓPRIO E PASSIVO

 

 

 

 

CAPITAL PRÓPRIO

 

 

 

51

 - Capital

168 455,00 €

 

 

55

 - Reservas Legais

2 169,07 €

 

 

56

 - Resultados Transitados

565,05 €

 

 

818

 - Resultado Liquido do Período

431,81 €

171 620,93 €

 

Total do Capital Próprio

 

171 620,93 €

 

 

PASSIVO

 

 

 

 

Passivo Não Corrente

 

 

 

29

 - Provisões

9 800,00 €

 

 

219

 - Clientes - Perdas por Imparidade Acumuladas

26 889,34 €

36 689,34 €

 

 

Total do Passivo Não Corrente

 

36 689,34 €

 

 

 

 

 

 

 

Passivo Corrente

 

 

 

221

 - Fornecedores

835,67 €

 

 

231

 - Pessoal - Remunerações a Pagar

0,00 €

 

 

24

 - Estado e Outros Entes Públicos

10 232,00 €

 

 

25

 - Financiamentos Obtidos

17 500,00 €

28 567,67 €

 

28

 - Diferimentos

12 299,48 €

 

 

 

  281 - Gastos a Reconhecer

5 864,50 €

 

 

 

2831 - Subsidios para Investimentos GMCS

47 375,79 €

65 539,77 €

 

 

Total Passivo Corrente

 

94 107,44 €

 

Total do Passivo

 

130 796,78 €

 

TOTAL DO CAPITAL PRÓPRIO E PASSIVO

 

302 417,71 €

 

 

 

 

 

 

 

Demonstração de Resultados

Montante

 

 

Descrição

Parcial

Total

 

RENDIMENTOS

 

 

 

72

 - Prestação de Serviços - Publicidade

102 219,83 €

102 219,83 €

 

78

 - Outros Rendimentos e Ganhos

 

 

 

 

7811 - Subsidios - Donativos

12 658,00 €

 

 

 

7812 - Aluguer de Auditório

2 825,00 €

 

 

 

7814 - Direitos Difusão

3 324,50 €

 

 

 

7817 - Reconhecimento de Subsidio ao Investimento

2 786,81 €

21 594,31 €

 

TOTAL DE RENDIMENTOS

 

123 814,14 €

 

GASTOS

 

 

 

62

 - Fornecimentos e Serviços Externos

17 733,62 €

 

 

63

 - Gastos com Pessoal

96 019,45 €

 

 

64

 - Gastos Depreciação/Amortização

5 722,94 €

 

 

68

 - Outros Gastos e Perdas

2 755,11 €

 

 

69

 - Gastos e Perdas Financiamento

1 004,52 €

 

 

TOTAL DE GASTOS

 

123 235,64 €

 

RESULTADO ANTES DE IMPOSTOS

 

578,50 €

 

IMPOSTO SOBRE O RENDIMENTO (IRC - TAXA 21%)

 

146,69 €

 

RESULTADO LIQUIDO DO PERÍODO

 

431,81 €

 

 

PARECER DO CONSELHO FISCAL

 

CONTAS DO EXERCÍCIO DE 2017

 

Aos nove dias do mês de Março do ano de dois mil e dezoito, reuniu o Conselho Fiscal da RCB – Rádio Cova da Beira, CRL – Fundão, para apreciar e dar Parecer sobre o Relatório e as Contas de Gerência do Exercício de 2017.

 

Procedemos à verificação dos documentos contabilísticos apresentados pela Direcção e obtivemos do TOC responsável pela contabilidade os esclarecimentos solicitados.

 

Os documentos da Prestação de Contas constituídos pelo Relatório, Balanço, Demonstração de Resultados e anexos estão de harmonia com as disposições legais aplicáveis e exprimem a situação patrimonial da Cooperativa.

 

O resultado obtido no exercício não é de modo algum o que se desejava, dadas as expectativas que a ligeira melhoria da actividade económica começaram a gerar, mas o que se constata é que as empresas dedicadas ao comércio de proximidade ainda continuam a viver tempos de crise e os seus orçamentos sujeitam-nas a cortes que as obrigam a restrições que atingem desde logo o sector da publicidade. Ora, em grande parte são estas as entidades que através dos seus anúncios publicitários suportam financeiramente a estrutura funcional da RCB, cujos custos de funcionamento são fixos e sem margem para que possam sofrer qualquer redução.

Entendemos, por isso, que é aceitável o saldo líquido do exercício no montante de 431,81 € que se apresenta em Balanço.

 

O Conselho Fiscal decidiu, por unanimidade, dar Parecer favorável para que as contas sejam aprovadas pela Assembleia Geral e que o referido saldo seja transferido para Resultados Transitados.        

 

O Conselho Fiscal:

 

Presidente: Álvaro Roxo Vaz

 

Secretário: Rui Manuel Carvalhinho Cardoso Quelhas

 

Relator: Diogo Manuel Domingues de Jesus

 

 

 

  Redes Sociais   Facebook

2007—2018 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados